O que é Lavagem de Dinheiro ?

Provavelmente você já ouviu ou leu nos noticiários alguma notícia sobre crimes de lavagem de dinheiro, normalmente envolvendo políticos corruptos ou criminosos do tráfico de drogas, mas você sabe realmente o que é lavagem de dinheiro?

Esse conceito pode ser um pouco difícil de compreender, apesar de seu nome já ser um tanto auto explicativo. Por isso, preparamos essa matéria para você entender um pouco melhor como o processo de lavagem de dinheiro acontece e o porquê dele ser realizado.

O que é lavagem de dinheiro?

O termo lavagem de dinheiro denomina um processo que tem por finalidade dissimular ou esconder a origem ilegal de bens ou ativos financeiros. O processo faz com que esse patrimônio aparente ter uma origem lícita ou, pelo menos, que seja mais difícil provar que o lucro veio de atividades ilícitas. Em resumo, podemos dizer que é uma maneira de purificar o dinheiro, fazendo com que ele pareça legal, quando não é.

Os responsáveis por esse processo fazem com que o dinheiro e bens obtidos por meio de atividades ilícitas e criminosas, como corrupção, tráfico de drogas, prostituição, terrorismo e muitos outros crimes, sejam disfarçados de operações comuns para passar pelo sistema financeiro sem chamar muita atenção para o negócio ilegal.

Origem da expressão

A expressão lavagem de dinheiro surgiu na sua forma equivalente em inglês “money laundering” quando o jornal inglês The Guardian utilizou pela primeira vez para se referir a um acontecimento no famoso caso Watergate. O Comitê de Reeleição do então Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, estava envolvido em transações financeiras que direcionaram fundos ilegais de campanha para o México e depois de volta para os Estados Unidos, através de uma companhia em Miami. Assim, o dinheiro ilegal era transformado em bens e ativos lícitos pelo processo de lavagem de dinheiro.

Outra origem possível remete ao famoso mafioso italiano Al Capone. Em 1928, ele teria comprado uma rede de lavanderias em Chicago formando a empresa de fachada Sanitary Cleaning Shops. Por meio da empresa, ele fez depósitos bancários de notas de baixo valor, que habituais nas vendas de lavanderia, mas que na verdade eram fruto do comércio de bebidas alcoólicas proibido pela Lei Seca e de outras atividades criminosas que ele praticava, como a exploração da prostituição, do jogo ilegal e a extorsão.

O que é lavagem de dinheiro
Entenda processo de lavagem de dinheiro

A lavagem de dinheiro é, basicamente, fazer com que um dinheiro que possui origem ilícita se torne, pelo menos aparentemente, algo lícito. Na prática, criminosos tentam camuflar a origem do dinheiro fruto de atividades ilegais para que pareça que foi obtido de fontes legais. Caso não fosse realizado esse processo, eles não poderiam utilizar o dinheiro, pois chamaria atenção da polícia e geraria investigações.

Muitos negócios ilegais fazem uso do processo de lavagem de dinheiro, entretanto, os que mais utilizam o esquema são os traficantes de drogas, estelionatários, políticos e servidores públicos corruptos, terroristas, milícias e golpistas. Os criminosos que lidam com dinheiro vivo, como traficantes e aliciadores de prostituição, têm maiores dificuldades de lavar seu dinheiro, pois é necessário um processo ainda mais sofisticado para despistar as autoridades.

Além de chamar mais atenção da polícia, o dinheiro vivo causa um enorme problema logístico, pois é pesado, sendo difícil de passar despercebido. No caso dos traficantes, o problema é ainda maior, pois uma pequena quantidade de droga, 20kg de cocaína por exemplo, corresponde a uma quantidade enorme de dinheiro, no caso, 110kg de notas de cem, totalizando um milhão de dólares.

Então, para manter suas atividades funcionando e chamar o mínimo de atenção, esses negócios ilegais apostam em um processo sofisticado de lavagem de dinheiro. Ele acontece em três etapas básicas, mas pode ser feito de diversas formas. Confira as etapas a seguir:

  • Primeira etapa – Colocação: o processo de lavagem de dinheiro começa nesta etapa, quando os criminosos colocam o dinheiro, ainda sujo, em uma instituição financeira legítima. O que é extremamente arriscado, pois os bancos acompanham transações suspeitas, principalmente se forem com valores muito altos ou recorrentes. Por isso, os criminosos fazem pequenos depósitos, muitas vezes em diversas contas, até mesmo em bancos distintos.
  • Segunda etapa – Ocultação: essa etapa consiste no envio do dinheiro por meio de diversas transações bancárias para mudar seu formato, dificultando assim o rastreamento pela polícia. A ocultação pode ser feita de diversas formas: por meio de várias transferências de um banco para outro, de transferências entre várias contas de pessoas diferentes em países diversos, da conversão do valor para outras moedas, compra de artigos caros como casas, barcos, joias ou roupas e muitos outros processos. Essa é a fase mais complexa e demorada do processo, pois ela tem o intuito de dificultar ao máximo o rastreio do dinheiro.
  • Terceira etapa – Integração: a etapa final do processo de lavagem de dinheiro é a reincorporação ao sistema financeiro de maneira legítima, assim, finalmente parecerá que o dinheiro é fruto de uma transação legal. Isso pode ser realizado de diversas formas, como: “investimentos” em empresas de fachada, venda de um bem comprado na fase da ocultação, compra de um bem superfaturado que pertence a uma empresa da qual o criminoso seja proprietário, entre outros métodos. Neste estágio, o criminoso pode usar o dinheiro mais tranquilamente, pois é muito mais difícil ser pego sem a investigação de todas as fases anteriores.
Click Here to Leave a Comment Below 0 comments

Leave a Reply: